Símbolo Aprag Aprag Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas

Notícias

Febre amarela: Estados Unidos recomendam reforço da vacina para quem viajar ao Brasil

O surto de febre amarela que vem assustando a população brasileira desde dezembro de 2016 causou uma pequena confusão nesta semana, mas não aqui em território nacional, e sim nos Estados Unidos.


 


 



 


 

Em um comunicado postado na página do CDC norte-americano (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), há a recomendação expressa para que "os viajantes que forem às áreas de surto no Brasil considerem tomar uma dose extra da vacina", desde que a última tenha sido aplicada há 10 anos ou mais.


 

Outro órgão norte-americano que embarcou na determinação do CDC e está orientando os turistas que planejam ir ao Brasil a tomar uma dose extra da vacina é o IAMAT, a associação internacional para assistência médica dos viajantes.


 

O órgão, que diz em seu site oficial "ter como missão ajudar a minimizar os riscos relacionados a problemas de saúde para os viajantes", alerta que, apesar de não ser obrigatória a dose extra, "é recomendável aos viajantes que planejem ficar muito tempo nas áreas de risco tomar tal precaução".


 

A determinação vai contra o que estabelecem tanto o Ministério da Saúde do Brasil quanto a OMS (Organização Mundial da Saúde).


Nas páginas oficiais da OMS e do ministério, não há qualquer sinalização de mudança na orientação que tenha motivado o recente alerta extra do governo dos Estados Unidos em relação ao Brasil.


O Ministério da Saúde, por exemplo, cita textualmente que "desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema vacinal de apenas uma dose durante toda a vida, medida que está de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS)".


Já a página da OMS reitera, em artigo publicado no dia 16 de janeiro de 2018, que "uma dose única da vacina de febre amarela aprovada pela OMS é suficiente para garantir imunidade e proteção por toda a vida contra a doença da febre amarela".


Dose fracionada


As únicas pessoas que necessitam tomar novamente — após 8 anos — a vacina de proteção contra a doença da febre amarela são aquelas que foram imunizadas com a dose fracionada, medida adotada pelo governo brasileiro após o recente surto.


Sem a dose completa da vacina, o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), exigido para viajar para alguns países como a China, Austrália e África do Sul, não será emitido.


Quem nunca tomou


Se você ainda não tomou a vacina e vai visitar alguma área de risco ou algum país que exige o certificado, o Ministério da Saúde reforça que a vacina deve ser aplicada dez dias antes da viagem — "tempo necessário para o organismo produzir os anticorpos contra a doença".


Aqui está a lista da OMS dos países que exigem a imunização e aqui a dos municípios brasileiros com recomendação de vacinação.


E nunca é demais lembrar à população brasileira. Os macacos NÃO TÊM culpa do surto da doença no Brasil.


 


FONTE: https://bit.ly/2EGeBJb

VEJA A APRAG NA MÍDIA

Mais de 90 mil pessoas foram picadas por escorpião no Brasil

Novas técnicas para combater o Aedes aegypti

4:51 Árvores de São Paulo sofrem com cupins Café com J...

Voltar para a ediçãoAlimentar pombos nas ruas pode gerar...

4:51 Árvores de São Paulo sofrem com cupins Café com ...

VEJA MAIS MATÉRIAS

Notícias APRAG

VEJA MAIS NOTÍCIAS
Primobolan Depot For Sale Hygetropin 10iu Dosage Jintropin Kigtropin Vs Somatropin Turinabol For Sale Testosterone Propionate Cycle Anavar for sale Igtropin 100mcg Price Android Pills Stanazol Suspension Side Effect Buy HCG 5000 iu Vials Anadrol Oxymetholone Buy Ansomone Growth Hormone Anadrol For Sale Testosterone Enanthate 250mg Testosterone Cypionate For Sale Deca Durabolin Side Effects Stanozolol Suspension Injection 20ml Winstrol for Sale trenbolone acetate