Símbolo Aprag Aprag Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas

Notícias

Foco positivo de Aedes aegypti em Ibirama

O município de Ibirama registou na última sexta-feira (3) mais um foco positivo do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. Ele foi encontrado em uma chapeação da SC-340, em Dalbérgia, dentro de um pneu. O local é um ponto estratégico, por isso possui armadilhas e é visitado a cada 15 dias pelas equipes que atuam com a prevenção do mosquito.

Após a descoberta, a Secretaria Municipal de Saúde de Ibirama, profissionais das Estratégias da Saúde da Família (ESF), agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias trabalham na verificação de possíveis novos focos do mosquito em locais próximos à chapeação.

De acordo com os agentes de combate às endemias do município, apesar de focos positivos terem sido encontrados, neste ano não houve nenhum caso de dengue confirmado em Ibirama. “No ano de 2017 já foram encontrados três focos positivos em nosso município, um no bairro Progresso e outro no bairro Nova Stettin, ambos no mês de março, e agora este no distrito de Dalbérgia. Por isso, pedimos a colaboração de toda a população, pois é dever de cada cidadão combater o mosquito da dengue”, ressalta a agente de combate às endemias, Janete Cipriani.

Atualmente, Ibirama possui 90 armadilhas em 41 pontos estratégicos, que são monitorados periodicamente pelos agentes. O objetivo é destruir e evitar a formação de criadouros e impedir a sua reprodução. Quando um possível foco é encontrado, as larvas são recolhidas e enviadas para análises em laboratório.

Para evitar novos focos do mosquito, um forte trabalho de conscientização vem sendo realizado no município ao longo dos últimos anos. As ações consistem em campanhas informativas nas ruas e cemitérios, com o intuito de orientar a comunidade.

Focos do mosquito em Santa Catarina

De acordo com o boletim emitido pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), entre 1º de janeiro e 14 de outubro deste ano, Santa Catarina registrou 9.273 focos do mosquito Aedes aegypti em 141 municípios. O número é 47% maior se comparado ao ano anterior, quando 7.009 focos foram encontrados em 139 cidades catarinenses.

 

VEJA A APRAG NA MÍDIA

É de Casa ensina como combater os cupins que podem infestar

Festa 25 anos - APRAG

Entrevista Rádio 99 FM Taubaté 20.10.2017

Aedes Aegypti carros abandonados são um dos principais f...

Nosso Programa - Combate as Pragas Urbanas

VEJA MAIS MATÉRIAS

Notícias APRAG

VEJA MAIS NOTÍCIAS