Símbolo Aprag Aprag Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas

Notícias

Infestação de escorpião preocupa moradores de Itapetininga


Moradores de Itapetininga (SP) têm demonstrado preocupação em relação à infestação de animais peçonhentos em alguns pontos. Em um bairro da cidade, uma moradora conta que capturou cinco escorpiões em menos de um mês.





Sara Maria Dridik mora em um bairro próximo à linha de trem inativa de Itapetininga e diz que a maior preocupação para ela é a quantidade de entulho, mato alto e lixo descartado de forma inapropriada por lá.






 

Em um bairro de Itapetininga (SP) uma moradora capturou em menos de um mês, cinco escorpiões — Foto: Reprodução/TV TEM

Em um bairro de Itapetininga (SP) uma moradora capturou em menos de um mês, cinco escorpiões — Foto: Reprodução/TV TEM





“Eu tomei essa decisão de guardar os escorpiões em um pote pra ver se alguém pode fazer alguma coisa por mim, porque parece que esse problema está aumentando e minha maior preocupação é por causa dos meus filhos”, diz.


 


 



 


De acordo com a médica veterinária do centro de zoonose da cidade, Aline De Paula, existem mais de 140 espécies de escorpiões no Brasil, mas que em Itapetininga os mais comuns são os de cor marrom e amarela.




Ainda segundo a médica, lugares úmidos e construções civis são os principais pontos para encontrar o bicho, mas como se alimentam de insetos, qualquer tipo de ambiente sujo é ideal para eles se proliferarem.




"Manter a casa e o quintal limpos, não acumular lixo, instalar telas em portas e janelas e verificar roupas e calçados antes de vestir é o mais recomendado.", afirma.






 

Acúmulo de lixo e de entulho preocupam os moradores de Itapetininga (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

Acúmulo de lixo e de entulho preocupam os moradores de Itapetininga (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução





Não existe tratamento caseiro que resolva o problema de quem for picado por um escorpião. Aline explica que a melhor recomendação em casos de acidente envolvendo o animal é lavar a área machucada com água e sabão e procurar um atendimento médico urgente.




"Se alguém encontrar um escorpião, nunca tentar pegá-lo com a mão e sim com uma vassoura, rodo ou pá, por precaução. Se conseguir capturá-lo, levar até o Centro de Zoonoses da cidade para uma análise. Depois disso, uma equipe vai até o local onde o animal foi encontrado para realizar um trabalho de orientação com os moradores vizinhos", afirma a médica.


 



 




 

Em Itapetininga (SP) restos de materiais de construção e obras são motivo de preocupação devido a infestação de escorpiões na cidade — Foto: Reprodução/TV TEM

Em Itapetininga (SP) restos de materiais de construção e obras são motivo de preocupação devido a infestação de escorpiões na cidade — Foto: Reprodução/TV TEM





Os principais sintomas da picada do escorpião são de inflamação no local, sensação de ardência ou agulhadas e muita dor. Nos casos mais graves podem ocorrer o aumento da frequência cardíaca, sudorese e até enjoos. Pessoas com saúde frágil, crianças e idosos podem ser ter a saúde agravada e evoluir a óbito.




A Prefeitura de Itapetininga, por meio do Departamento de Controle de Zoonoses, informa que neste ano foram registradas 13 notificações sobre a presença de escorpiões. Todos foram capturados e encaminhados ao Instituto Butantã, em São Paulo.




O Setor de Controle de Zoonoses de Itapetininga disse que já recebeu um protocolo referente aos locais de denúncia e uma vistoria será feita. De acordo com eles, na visita serão verificadas as possíveis causas do surgimento desses animais.


 


FONTE:G1



VEJA A APRAG NA MÍDIA

FATO ou FAKE #Escorpiões

Mais de 90 mil pessoas foram picadas por escorpião no Br...

Novas técnicas para combater o Aedes aegypti

4:51 Árvores de São Paulo sofrem com cupins Café com J...

Voltar para a ediçãoAlimentar pombos nas ruas pode gerar...

VEJA MAIS MATÉRIAS

Notícias APRAG

VEJA MAIS NOTÍCIAS