Símbolo Aprag Aprag Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas

Notícias

São Bernardo começa a vacinar população em escolas municipais contra a febre amarela

A cidade de São Bernardo do Campo, na região do ABC, suspendeu o retorno às aulas que começariam nesta segunda-feira (5) por causa da vacinação contra a febre amarela, já que a Prefeitura decidiu utilizar os espaços como postos de vacinação para intensificar a campanha de imunização contra a doença.

Na manhã desta segunda (5), alguns pais foram surpreendidos com a medida e descobriram o adiamento apenas quando foram levar seus filhos à escola. Por volta das 7h, pouco antes da abertura de uma das unidades de ensino, o movimento estava tranquilo e não havia filas no local.

Ao todo, 102 escolas da cidade serão usadas como postos de imunização e a secretaria de Saúde entendeu que poderia haver problemas se as aulas começassem ao mesmo tempo que a vacinação fosse realizada. A expectativa é imunizar 700 mil pessoas até 17 de fevereiro com a dose fracionada.

Na cidade, apenas 7% dos 890 mil habitantes foram vacinados, segundo a prefeitura. As aulas na rede municipal começariam na semana que vem, mas, agora, foram adiadas para 19 de fevereiro.

As escolas serão usadas como pontos de vacinação das 8h às 17h. Além disso, 34 unidades básicas saúde também estarão imunizando a população. A cidade não teve registro de mortes e nem casos confirmados de febre amarela.

A prefeitura de São Bernardo disse que adotou a vacinação nas escolas municipais porque elas estão em todos os bairros de cidade e isso vai facilitar o acesso dos moradores.

 

Reclamações

 

A medida não agradou as mães, já que o adiamento das aulas deixou de mãos atadas muitos pais de alunos.

“Eu tive que trazer a minha mãe de Mongaguá, é longe, ela teve que deixar as coisas dela pra vir dar uma força pra mim, cuidar da neném porque eu não tenho condição de trabalhar nem condição de pagar alguém pra ficar com ela”, disse a jornalista Daniela Santana.

 

O drama da Daniela é também o da desempregada Thaís Priscila Pereira da Silva, mãe do Pedro e do Danilo. "Não vou conseguir procurar emprego porque não tem aula, não tem como mandar pra escola, não tem com quem deixar”, disse. 

 

VEJA A APRAG NA MÍDIA

Especialista dá dicas do que fazer para espantar os insetos no verão

Dicas sobre controle de pombos

Mitos e verdades sobre dicas caseiras para previnir form...

Revista da Cidade 23/01/18 - Sérgio Bocalini

Jornal da Record - 10.01 - Sérgio Bocalini

VEJA MAIS MATÉRIAS

Notícias APRAG

VEJA MAIS NOTÍCIAS